E O GALO CANTOU! – Pr. André Lepre

(Mateus 26:34) – Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que, nesta mesma noite, antes que o galo cante, três vezes me negarás.

Nesses últimos tempos venho refletindo acerca do contexto espiritual que vivemos dos conceitos, das chamadas “visões” que cada ministério apresenta a seus membros e o tipo de evangelho que estamos vivendo. Confesso que tem sido gerado em mim um descontentamento e em até certo ponto uma indignação em relação ao comportamento de algumas igrejas e seus respectivos “líderes” espirituais.

Vendo o quadro atual que se apresenta, eu me pergunto: “Que tipo de evangelho estamos vivendo?”

Será que estamos vivendo realmente o Evangelho que Cristo nos ensinou ou estamos vivendo o evangelho que estão nos ensinando dizendo que foi Cristo quem ensinou?

Alguns estão vivendo ou pelo menos tentando viver o genuíno Evangelho, o de Cristo e outros estão vivendo o genérico, o evangelho dos interesses pessoais, individualistas, o evangelho do que dá certo e não o Evangelho que é certo.

Vemos muitas estratégias de marketing, através de programas e propagandas na mídia, mas pouco de uma vida de compromisso com o Evangelho de Jesus Cristo.

Tenho contemplado nesses últimos tempos uma grande disputa por posição, por espaço, por títulos, uma verdadeira competição para ver “quem é mais” entre todos. Antigamente a briga era para ser pastor, mas passado algum tempo pastor já havia caído em desuso, então se partiu para bispo, bispo ficou na moda, mas tornou-se corriqueiro demais, então entramos na era dos “apóstolos” da era contemporânea, como apóstolo está ficando cada vez mais freqüente e muitos já são, chegamos agora ao ponto de vermos serem ungidos “patriarcas”.

Quem diria hein Abraão que um dia alguém seria como você?

Que Deus se cuide, pois quem sabe o próximo título que vão criar não será “Altíssimo”?

Vemos também uma avalanche de congressos e seminários sob a alegação de formar lideranças, mas que acabam tornando mais competidores entre si do que líderes. Muitos querendo liderar, mas poucos querendo servir.
Cada ministério cria seu estilo próprio, sua “visão” própria dizendo-se de Deus e aí eu pergunto: Onde fica a visão de Cristo? A visão do Reino?

As igrejas que investem em suas “visões”, campanhas das mais diversas, mensagens cheias de teatros e fantasias (algumas baseadas não na Bíblia Sagrada, mas no Talmude e contos judaicos) estão lotadas de pessoas que disputam os bancos dessas igrejas para sentar e ouvirem uma bela mensagem que massageará o seu ego. Vemos centenas de pessoas que estão em busca do seu milagre, da sua vitória, da realização dos seus sonhos… Mas ao mesmo tempo em que essas igrejas estão cheias, a verdadeira igreja (as pessoas) está cada vez mais vazia.

Vazia de:

  • Entendimento de Deus;
  • Uma verdadeira comunhão com Cristo;
  • Compromisso com Deus e sua obra;
  • Verdadeiros princípios da Palavra de Deus;
  • Alguém que nos aponte não “uma visão”, mas nos aponte para a Bíblia Sagrada e seus princípios;
  • Alguém que não nos aponte primordialmente para uma benção material, mas nos aponte para o céu, para o Reino, para Sua justiça, essa é a verdadeira visão.

Porque é isso que está escrito em (Mateus 6:33) – Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Muitas pessoas cantam “… a minha vitória tem sabor de mel”… “… hoje o meu milagre vai chegar…” “… olha pra mim…” “… o haja de Deus se ouvirá…” “… o novo de Deus chegou…”

Muitos ministérios apregoam que esse ano será o “ano da colheita”, “da conquista”, “da vitória”, “da dupla honra”…

Isso é muito bonito, é muito estimulador, mas eu me pergunto será que é na mesma proporção eficaz?

Será que não poderíamos colocar, por exemplo: “É tempo de despertar”, “É tempo de compromisso com Deus”, “É tempo de uma pesca abundante para Deus”!?

Estamos vivendo um evangelho de superficialidade, amados! Estamos vivendo um evangelho raso! Um evangelho de capa, mas sem a espada!

Um evangelho que se preocupa somente com o externo, com a aparência, com a quantidade de “bênçãos” que cada um tem.

Um evangelho daqueles que dizem que vão fazer e não fazem. Que vão dar e não dão. Que vão colaborar e não colaboram. Chega!!!

É tempo de clamarmos para que antes de intervir em nossa vida material, Cristo intervenha em nossa vida espiritual, caso contrário sucumbiremos a esse evangelho superficial que não nos levará ao céu com Cristo. Esse evangelho que não nos permitirá mergulhar nas águas profundas do Espírito.

A igreja contemporânea precisa voltar ao primeiro amor. A igreja contemporânea precisa ser a precursora de uma nova reforma que traga de volta à memória que o princípio do Evangelho não é ter, mas ser.

Não é ter:

  • Casa
  • Carro
  • Dinheiro
  • Riqueza
  • Toda sorte de bens materiais

Mas é ser:

  • Servo de Deus
  • Adorador do Senhor
  • Fiel
  • Íntegro
  • Sincero
  • Humilde
  • Compassivo
  • Amigo
  • Justo
  • Colaborador
  • Liberal para obra de Deus

É tempo de ouvirmos o galo cantar em nossos ouvidos, assim como um dia Cristo disse a Pedro que aconteceria com ele.

Até o ponto do versículo que nós lemos, Pedro vinha de uma jornada de três anos com Jesus tendo as mais fortes e impactantes experiências com Jesus e sendo trabalhado por Cristo. O ministério de Jesus é dividido em três fases. A da inauguração, da popularidade e da oposição. Pedro estava na última fase do ministério terreno de Jesus e o Mestre sabia exatamente o que vinha pela frente e já vinha a algum tempo advertindo aos seus discípulos sobre o que haveria de acontecer. Chegou o momento em que Jesus seria preso dando início assim ao seu sacrifício. Pedro então diz: “ainda que eu tenha que morrer contigo, não te negarei…” e Jesus então responde: “… nesta mesma noite, antes que o galo cante três vezes me negarás…”

No livro de Jeremias 17:9 fala que enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?

Nos versículos seguintes Jesus chega com os discípulos no jardim do Getsêmani e separa três deles para ficar um lugar a parte com ele para orar e compartilhar da sua angustia, e por três vezes ele encontra os três dormindo, dentre eles, Pedro. O mesmo que momentos atrás disse que iria para morte com Ele se fosse necessário. Como pode alguém que diz estar disposto a morrer por Jesus, não agüentar sequer compartilhar alguns momentos de angústia e aflição?

Devemos criticar ou até mesmo julgar a Pedro? Não jamais!

Isso reflete exatamente o que Jesus já sabia. O caráter de Pedro estava sendo forjado no caráter do verdadeiro Evangelho. O verdadeiro Evangelho que descortina no mais profundo de nossa alma quem realmente somos e não o que as pessoas vêem. Que nos confronta com nossos desejos enganosos motivados por circunstâncias momentâneas.

Que vai tratar das feridas que ainda não estão cicatrizadas (revelada no momento em que Pedro corta a orelha de Malco – vers. Mt. 26:51). O Evangelho que expõe não para os outros, mas para nós mesmos o quanto somos falhos, pecadores e fracos, entretanto apontando para um caminho em que nossas falhas e pecados são perdoados e como somos fortalecidos, o caminho de Jesus, O Cristo.

Em Mt. 26:57 Jesus é levado ao Sinédrio para ser julgado pela cúpula religiosa personificada no sumo sacerdote Caifás e diz a Bíblia que Pedro o seguia de longe. Pedro já dava mostras de que Cristo não o havia escolhido em vão como seu discípulo. Mas “como dava mostras de que ele era a pessoa certa para estar ao lado de Cristo, se ele seguia o mestre de longe?” – Pode você me questionar. Mas perceba que no versículo 35 quando Pedro disse que morreria por Jesus e que não o negaria, o mesmo versículo diz que todos os discípulos disseram o mesmo. Todos disseram o mesmo, mas somente Pedro continuou seguindo o Mestre. Ao ser reconhecido então pelas pessoas em volta Pedro nega a Jesus três vezes e então o galo canta. E mais uma vez temos a certeza de que Jesus não errou ao escolher Pedro como seu discípulo. Baseado em que, faço essa afirmação? Baseado única e exclusivamente na revelação de Deus, veja.

Pedro disse que morreria por Jesus e não o negaria. Os outros discípulos também disseram, porém somente Pedro continuou seguindo a Jesus. Pedro disse que morreria por Jesus e não o negaria. Mas os outros discípulos também negaram a Cristo. Os outros discípulos negaram a Cristo fugindo, se escondendo, se omitindo. Engana-se quem pensa que negar a Cristo é um ato por palavras. A negação de Jesus Cristo é por atitudes.

  • Negamos a Cristo quando maltratamos uma esposa, um marido, um filho.
  • Quando falamos mal de um irmão, de um amigo.
  • Negamos a Cristo quando fazemos de uma mentira um escape para fugir a uma responsabilidade. Quando enganamos as pessoas ao nosso redor.
  • Negamos a Cristo quando não nos dispomos a nos envolver com Ele através da Sua obra, de mantermos um compromisso de fidelidade, de amor e servidão.
  • Negamos a Cristo quando podemos fazer um bem a alguém e não fazemos.
  • Negamos a Cristo quando pré-julgamos alguém.
  • Negamos a Cristo quando nossas vontades pessoais disfarçadas de vontade de Deus se transformam em setas que ferem a alma de quem está ao nosso redor.

O canto daquele galo foi o start (início) do surgimento de um dos maiores evangelistas da história. No canto daquele galo surgiu um novo homem, um novo caráter, uma verdadeira transformação de vida com Deus.

É muito bom ouvir o canto dos pássaros, de um bom cantor. É muito bom ouvir o barulho do mar, das fontes que jorram pelas montanhas. Mas quem quer ouvir o CANTO DO GALO?

Há um momento na nossa vida que precisamos ouvir o galo cantar amados!

Adão e Eva ouviram. Moisés ouviu. Josué ouviu. Davi ouviu. Elias ouviu. Jonas ouviu. Paulo ouviu. Só Jesus não ouviu porque Ele é quem faz o galo cantar. Ele é Deus!

  • O canto daquele galo posicionou Pedro dentro de sua própria existência.
  • O canto daquele galo fez o mundo espiritual se descortinar para Pedro.
  • O canto daquele galo fez Pedro olhar não para dentro dos outros, mas para dentro de si mesmo e levá-lo a consciência de quem ele era.
  • O canto daquele galo fez Pedro enxergar de uma vez por todas quem era Cristo e dessa vez não com os olhos do Espírito Santo, mas com seus próprios olhos.
  • O canto daquele galo fez Pedro enxergar o quanto ele era pequeno e o Seu Mestre o quanto era imensamente grande.
  • O canto daquele galo tirou Pedro de um evangelho de euforia, de momento, de emoção, de movimento, de orgulho e espetáculo e transportou-o para o Evangelho da graça de Deus.

Em Lucas 22:61 diz que virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe havia dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes

Estudos bíblicos históricos relatam que esse olhar entre Jesus e Pedro foi breve, porém profundo. Não houve diálogo entre os dois, somente um olhar. Ou melhor, dizendo: por uma inspiração divina mesmo não tendo uma troca de palavras entre os dois, entendo que houve um diálogo no olhar travado no pensamento de ambos e que mais ninguém participou. Aquele olhar foi um olhar que Pedro jamais esqueceu. Um olhar que o fez retornar aos sentidos e ao arrependimento e que entendo que possa ter sido:

Diálogo: (P) – Pedro (J) – Jesus

(P) “Perdão Mestre eu falhei contigo…”(J) “NÃO HÁ QUEM NÃO FALHE NESSA VIDA!”

“Perdoe-me Mestre, pois eu não sou tão forte como pensei que fosse…” – “NÃO HÁ SUPER-HOMENS E NEM MULHERES MARAVILHAS!”

“Perdoe-me Mestre, me deixei levar pelo meu coração enganoso…” – “TODOS SÃO SUSCETÍVEIS ÀS PAIXÕES DO MUNDO!”

“Perdoe-me Mestre, pois fui orgulhoso demais…”

“Perdoe-me, pois perdi a esperança…” – SUAS EXPERIÊNCIAS COMIGO É O NECESSÁRIO PARA RENOVAR A ESPERANÇA!”

“Perdoe-me, pois confiei na armas da carne…” – “NOSSA LUTA NÃO É CONTRA CARNE OU SANGUE…”

“Perdoe-me, pois te segui de longe…” – “VOCÊ TEM MAIS CHANCE DE CHEGAR DO QUE AQUELES QUE NÃO ME SEGUIRAM!”

“Perdoe-me, pois eu te neguei três vezes…” – “EM TRÊS DIAS O “TEMPLO” VEIO ABAIXO, MAS EM TRÊS DIAS EU RECONSTRUIREI O “TEMPLO” CAÍDO!”

“Quando o sonho se desfaz, Deus vem e restaura. Quando você sente as forças acabarem, Deus vem e as renova. Quando você diz: está tudo acabado! Deus diz: Não temas, pois estou contigo!”

Quem sabe hoje não é o dia em que o galo cantou para você?

Não se desespere esse canto não é de condenação, é de despertamento.

Quem sabe hoje não é o dia em que Deus fez o galo cantar para te despertar a fazer uma aliança com Ele, você que ainda não aceitou a Jesus como seu único Deus, Senhor e Salvador!? A recebê-lo em seu coração como único e suficiente Salvador, sabe por quê? Porque Ele quer te salvar e transformar a sua vida, a sua história.

Quem sabe hoje ouvindo esse canto, você não sente a necessidade de se entregar verdadeiramente a Cristo e dizer: “Senhor estou aqui, transforma-me, enche-me com tua alegria, teu amor, tua graça e teu poder!”

“Senhor eis-me aqui, a minha vida eu entrego nas tuas mãos!”

Quem sabe para você que já tem aliança com o Senhor o galo cantou para você sair dessa apatia, desse marasmo espiritual que está afetando também a sua vida natural, material!?

Te despertar para ter mais intimidade, compromisso e fidelidade com Ele!?

Buscar mais a Ele através da leitura da Sua Palavra, da oração e de um envolvimento maior com Sua obra!?

Pedro ouviu o canto desse galo e fez o que era preciso para ter uma mudança na sua história e com isso se tornou um dos maiores evangelistas e ícones do Evangelho de Jesus Cristo.

E você o que fará?

Aonde chegará?

Pense nisso!

Nele, por Ele, para Ele.

Pr. André Lepre

Gostou deste post? Então: Compartilhe no Facebook Siga-nos no:  Facebook - Twitter - G+

COMENTE AQUI!

Displaying 6 Comments
Have Your Say
  1. Márcio Alexandre disse:

    Pas seja convosco,
    Deus abençoe sua vida homem de Deus
    paulo escreveu para a igreja de colossos :Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra;
    Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.
    Colossenses 3:2-3 hj no brasil existem muitos pregadores, mas há uma necessidade de que sejam levantados discipudores biblicocêntricos e cristocêntrico.
    Deus o abençoe

  2. servo marco disse:

    muito bom esse comentario ,mas exegese do texto, esse galo não era galo en sentido de galinha ,por uma razão ,naquela epoca jamais poderia ter em terra santa um galinheiro ,este canto do galo eram tronbeteiros de roma. acima de tudo, a casado sumo Sacerdote estava no centro de jerusalem.e certamente naõ averia um galinheiro no centro da cidade.de fato havia uma regra na lei judia que erailegal ter galos e galinhas na cidade santa,porque eles sujam as coisas santas,mas o período das tres da madrugada foi chamado de CANTO DO GALO,e por essa razão.Naquela hora,a guarda romana era trocada no castelo de Antinia, e o sinal da mudança da guardaera um toque de TROMBETA. O termo latino para aquele toquede trombeta era gallicinium,que sig.CANTO DO GALO,É POSIVEL QUE assim que pedro fez sua terceira negativa, a trobeta da muralhado castelo ecool

  3. MARTA disse:

    CLARO Q PODEMOS, NAO PODEMOS É COLOCAR ISSO EM PRIMEIRO LUGAR EM NOSSAS VIDAS, POIS O REINO DE DEUS NAO É COMIDA NEM BEBIDA,E SIM PAZ E JUSTIÇA NO ESPIRITO SANTO DE DEUS, LEIA OS EVANGELHOS O LIVRO DE MATEUS TE DIZE O QUE É REINO DE DEUS E O QUE DE DEVE BUSCAR.

  4. Alberto disse:

    Pastor continue a falar o que o Sr. tem te dado,pois tenho sido muito abençoado com seus estudos e como prof. de EBD, tenho me inspirado muito em seus sermões. com respeito a esta mensagem,digo ao irmão roberto,que os nossos nomes nçao estão escritos na terra e sim no céu,e que a palavra de Deus nos ensina que devemos buscar em primeiro lugar o reino de Deus,e as demais coisas são acrecentadas.Mas infelismente muitos têm pregado o contrário.

  5. QUERIDO ROBERTO,
    VOCÊ NÃO ENTENDEU A COLOCAÇÃO. LEIA DE NOVO. EU NÃO DISSE QUE NÃO DEVEMOS TER CASA, CARRO E TODA A SORTE DE BENS MATERIAIS. DEVEMOS TER SIM E O MELHOR DEUS PREPAROU PARA NÓS.
    O QUE EU DISSE É QUE ESSA NÃO DEVE SER NOSSA PRIORIDADE, ESSA NÃO É A ESSÊNCIA DO EVANGELHO, E NÃO É MESMO.

    O EVANGELHO VALORIZA E ESTÁ MUITO MAIS PREOCUPADO COM O QUE SOMOS E NÃO COM O QUE TEMOS. o EVANGELHO ESTÁ MAIS INTERESSADO EM NOS SALVAR DO QUE NOS ENCHER DE BENS MATERIAIS.

    DEUS LHE ABENÇOE!

  6. roberto disse:

    bom dia,gostaria de entender essa mensagem de que não devemos ter casa , e outros bens ,tendo em vista que deus é dono do ouro e da prata e de que tudo isso nos foi dado,por que que devmos viver como pobres então?deus e fiel para abençoar á todos.

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estes html tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>