Publicado em: qui, jul 18th, 2013

“Eu era o Malafaia de saias”, diz pastora lésbica Lanna Holder

lanna-holder-e-rosania-pastora-lesbica-malafaia

Pastora lésbica Lanna Holder, diz que no tempo em que pregava a ‘cura gay’, ela era um tipo de Silas Malafaia de saias.- Lanna Holder (esquerda) e sua companheira Rosânia Rocha

Conhecida no meio pentecostal, principalmente por ter pregado no congresso Gideões Missionários da Última Hora, Lanna Holder, foi missionária da igreja Assembleia de Deus, que testemunhava que havia saído do lesbianismo, no entanto anos depois volta à mesma pratica e se torna a primeira pastora ‘evangélica’, declaradamente lésbica.

Da época em que pregava nas igrejas evangélicas e congressos em todo país, Lanna lembra a coluna do jornalista Felipe Patury, da revista Época, que advogava pela ‘cura gay’, chegando a se considerar um ‘Silas Malafaia de saias’.

“Eu era o Silas Malafaia de saias. Por 7 anos preguei contra a homossexualidade”, diz a religiosa, que afirma que tinha medo de ir para o inferno por causa de sua opção sexual, -“Eu inicialmente entrei para igreja para mudar minha sexualidade. Eu achava que, por ser quem eu sou, iria para o inferno”.

Com o passar do tempo, Lanna afirma que percebeu que estava se ‘agredindo’, por lutar contra seus desejos, apesar de casada com um homem e tendo um filho ela ainda tinha desejos por outra mulher.

Curta-nos no Facebook 

Hoje a ex-militante contra a causa gay, tem 39 anos e há cinco anos vive com a cantora Rosania Rocha, juntas abraçaram a teologia da igreja inclusiva e abriram em 2011 a Comunidade Evangélica Cidade Refúgio, em São Paulo, com o intuito de acolher fiéis que tem orientações homoafetiva.

Lanna acredita que os discursos contra a prática homossexual são ‘radicais’ e que tem raiz na falta de esclarecimento sobre o Evangelho e no desejo por atenção.

 “Eles falam isso por sensacionalismo, para conseguir ibope. Não defendo a promiscuidade. Defendo minha vida ao lado de alguém que amo e com quem quero constituir família. Deus nos ama como nós somos”, afirma a Lanna.

Portal Padom

comentarios

Siga-nos no g+