Publicado em: ter, abr 16th, 2013

Marco Feliciano é entrevistado no Programa do Ratinho | assista

marco e ratinhoO deputado federal pastor Marco Feliciano esteve participando nesta segunda-feira, 15, no Programa do Ratinho no SBT. O atual presidente da Comissão de Direitos Humanos foi entrevistado no quadro “Dois Dedos de Prosa”, onde respondeu perguntas do apresentador e do telespectador e algumas enviadas pelo twitter.

O apresentador Carlos Massa, quis saber o que tem de tão importante na CDHM, por ter tanta confusão entorno dela, Feliciano responde que “Essa comissão foi usada por quase 18 anos para beneficiar um grupo”, fazendo referencia ao grupo LGBT.

Além de falar sobre as polêmicas em que se envolveu com as comunidades afro e homossexual, Feliciano afirmou que seu partido deverá lançar candidatura própria na eleição presidencial em 2014. “O PSC terá candidatura própria. Quem será o candidato é uma incógnita. Neste momento, eu sou candidato à reeleição”.

Sobre os protestos que vem enfrentando durante as reuniões da comissão, Feliciano afirmou que ele representa a maioria da população brasileira, e que “não tem um pai de família se manifestando”, sendo perseguido apenas por um único grupo o LGBT.

Curta-nos no Facebook 

Queria que você me mostrasse algum pai de família ali. Não tem. Não tem um pai de família se manifestando contra mim, porque pai de família tem de estar trabalhando para colocar um pão dentro de casa, pra dar estudo para os seus filhos”, disse o parlamentar.

Feliciano disse ainda, que ele e sua família têm sofrido ameaças de morte, ao menos já foram 50 ameaças, sendo ele alvo de manifestações de ódio.

O deputado comentou ainda sobre os artistas que estão contra o fato de ele ser presidente da Comissão: “Não sou pautado pela vida dos artistas. A maioria dos artistas vive num mundo de faz de conta. O mundo do artista é sempre regado à festa, álcool. Sempre com muitos namoros, artistas que trocam de família como se trocam de roupa. Dez, vinte, trinta casamentos. Então, com todo respeito, é direito deles se levantar contra mim, mas não sou pautado pela vida deles e sim pela vida dos trabalhadores do Brasil“, disse.

Enquanto Feliciano era entrevistado ao vivo no SBT, na Rede TV!, o pastor Silas Malafaia era entrevistado por Luciana Ximenes no Super Pop.

Feliciano também disse que não vai deixar o cargo: “Estou firme e inabalável como os montes Sião. Não saio da comissão“, afirmou.

Assista e comente:

Portal Padom

comentarios

Siga-nos no g+