sex, abr 26th, 2013

Pastor da Igreja Mundial é preso acusado de estelionato

presoPastor da Igreja Mundial do Poder de Deus há três anos, Valdeci Marques de Oliveira, 39 anos, foi preso ontem por policiais civis da Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) de São Bernardo acusado de estelionato, sonegação fiscal e formação de quadrilha.

Em dois meses de investigação, os policiais descobriram que Oliveira e seus irmãos caçulas Waldemir Marques de Oliveira, 29, e Pedro Marques de Oliveira, 28, organizaram um esquema para obter empréstimos bancários. A dívida acumulada pelo grupo soma mais de R$ 3 milhões.

A atuação era simples. O pastor comprava empresas que estavam à venda e as colocava em nome de laranjas. Desta maneira, ia aos bancos e obtinha empréstimos lucrativos de até R$ 500 mil. Sem condições de pagar depois, simplesmente fechava as firmas ou as abandonava. Mas, em algumas ocasiões, repartiu sua parte entre sócios desavisados, que acabaram ficando com os encargos dos empréstimos.

Uma das vítimas foi um amigo de um dos irmãos de Oliveira, que trabalhava em uma metalúrgica da cidade e foi demitido. Ganhou R$ 40 mil de rescisão e tinha o sonho de abrir o próprio negócio. Foi convencido pelo pastor a investir em uma churrascaria no Centro. E logo reparou nos problemas.

Se você ama a Jesus Cristo, clique em 

“Não tínhamos acesso ao caixa, ao balanço. Ele sempre estava com um advogado e um contador e um dia apareceu falando em colocar a empresa no nome de outra pessoa. Foi quando comecei a suspeitar que tinha algo errado”, disse.
A polícia identificou 12 empresas que pertenciam ao pastor, espalhadas não só pela região, mas também nas zonas Sul e Leste da Capital.

Outra área de atuação eram os veículos. Sete carros importados, entre Tiguan, Passat Golf e Amarok, foram apreendidos. A investigação levantou pelo menos outros 40 automóveis revendidos por Oliveira, que comprava os carros a preço de tabela e depois, com as parcelas do financiamento vencidas, revendia-os por pelo menos 50% do valor.

Acusado tem antecedentes pelo mesmo crime
Valdeci Marques de Oliveira era morador do bairro Nova Petrópolis e já tinha antecedentes criminais por estelionato na polícia.
O pastor foi demitido por justa causa de uma emissora de televisão da Capital há cerca de quatro anos por usar o dinheiro pelo qual era responsável no seu departamento para fazer empréstimos a funcionários.

Oliveira e um de seus irmãos possuíam dois documentos de CPF (Cadastro de Pessoa Física) e a polícia seguirá com as investigações para saber se há mais envolvidos no esquema.

Na igreja em que o pastor pregava, no Centro de São Bernardo, um fiel revelou ao Diário que Oliveira era o responsável por conduzir o encontro de empresários com dificuldades financeiras. Há a suspeita de que essas reuniões eram usadas para obter mais vítimas.

DGABC / Portal Padom

Gostou deste post? Então: Compartilhe no Facebook Siga-nos no:  Facebook - Twitter - G+

COMENTE AQUI!

Displaying 1 Comments
Have Your Say
  1. Joel Alves de Araujo disse:

    Já não é a primeira vez que trago um alerta a respeito do crescimento de igreja a qualquer custo. Precipitação e soberba ao consagrar alguem para o ministério sem a direção do Senhor da Igreja as consequencias serão escândalos mais escândalos. É tremendamente lamentável o prejuizo espiritual! Há muitos picaretas querendo tirar vantagens escusas. Mas terrível coisa é cair nas mãos do Deus Vivo!

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estes html tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>