sáb, nov 17th, 2012

Pastor presbiteriano afirma que a única solução para família que está em crise é voltar-se para Deus.

O pastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Vitória-IPB, o Reverendo Hernandes Dias Lopes, recentemente compartilhou em sua pagina no Facebook algumas reflexões sobre a família e o casamento nos dias de hoje.

Em um dos textos, o reverendo, relembra do texto de que o profeta Malaquias escreveu, de que ‘Deus odeia o divórcio’, mas que a própria Bíblia oferece o divorcio como uma saída em alguns casos, como na infidelidade conjugal e o abandono.

Hernandes lamentou que nos dias de hoje o casamento esta sendo banalizado e o divorcio esta sendo cada vez mais comum. “ Enquanto os véus das noivas estão cada vez mais longos, os casamentos estão cada vez mais curtos.”, escreveu o pastor.

Segundo Hernandes, a sociedade dos dias de hoje, por não entender o que realmente é o casamento tem enfatizado mais o divórcio do que o casamento. “É claro que o divórcio é doloroso para quem o enfrenta e dramático para os filhos. Para muitos filhos, a separação dos pais é pior do que a dor do luto por eles.”, continua o texto.

Se você ama a Jesus Cristo, clique em

No decorrer do texto, Hernandes diz que o divórcio “é a apostasia do amor, a quebra da aliança, a infidelidade mais dolorosa.”, sendo esse o motivo de que Deus o odeia tanto.

Em outro texto, o pastor Presbiteriano, afirma que o pecado tem adoecido as famílias e os relacionamentos e que muitos por perderem a comunhão com Deus, estão tomados pelo medo e se escondem, não tendo mais a paz interior e sendo atormentados pela culpa.

“O casamento deixou de ser um jardim e tornou-se um deserto cheio de espinhos.”, escreve o reverendo.

Para Hernandes, o pecado deixou consequências devastadoras no lar, pois, as famílias estão em crise, o casal não se entendem mais, palavras de carinho deram lugar a acusações impiedosas ou em silencio gelados.

“Torpedos mortíferos têm sido lançados sobre a família para destruí-la. A única solução para uma família que está em crise é voltar-se para Deus!”, finaliza o pastor.

Leia abaixo o três textos na Íntegra:

DEUS ODEIA O DIVÓRCIO

Quem afirma isso é o profeta Malaquias, o último profeta do Antigo Testamento. É claro que existem situações complexas, em que a separação é justificável, e a própria Bíblia oferece essas cláusulas exceptivas, como infidelidade conjugal e abandono (Mt 19.9; 1Co 7.15). Porém, o divórcio hoje está sendo assaz comum e o casamento por demais banalizado. Enquanto os véus das noivas estão cada vez mais longos, os casamentos estão cada vez mais curtos. Divorcia-se por razões fúteis. A sociedade contemporânea enfatiza mais o divórcio do que o casamento. Por não se entender o que é casamento, muitos casais flertam com o divórcio. É claro que o divórcio é doloroso para quem o enfrenta e dramático para os filhos. Para muitos filhos, a separação dos pais é pior do que a dor do luto por eles. O divórcio é a apostasia do amor, a quebra da aliança, a infidelidade mais dolorosa. É por isso, que Deus odeia o divórcio.

Hernandes Dias Lopes.

 

UMA FAMÍLIA EM CRISE

O pecado entrou na família e adoeceu os relacionamentos. Os nossos primeiros pais perderam a comunhão com Deus e, tomados de medo, se esconderam. Perderam a paz interior, e por isso, foram atormentados pela culpa. O casamento deixou de ser um jardim e tornou-se um deserto cheio de espinhos. Ainda hoje, há muitas famílias em crise. Os cônjuges não se entendem mais. As palavras de carinho se transformaram em acusações impiedosas ou em silêncio gelado. Os filhos, em vez de serem amigos, entregam-se a uma competição cheia de ciúmes. Torpedos mortíferos têm sido lançados sobre a família para destruí-la. A única solução para uma família que está em crise é voltar-se para Deus!

Hernandes Dias Lopes.

 

O DRAMA DA INFIDELIDADE

A infidelidade conjugal deixou de ser uma exceção nesta sociedade decadente. Isso é um atentado contra o casamento e sinaliza o colapso da família. As verdades que sustentaram, como coluna, a sociedade ao longo dos séculos, estão sendo escarnecidas nas ruas e ridicularizadas em nossas casas de leis. A sociedade aplaude o conceito equivocado de que “o amor é eterno enquanto dura”. A infidelidade conjugal é vista como uma conquista e não como um sinal de decadência. Os frutos da infidelidade conjugal, porém, são desastrosos. O fim dessa linha é a vergonha e a morte. Os adúlteros não herdarão no reino de Deus. Quem comete adultério está fora de si e, somente aqueles que querem se destruir cometem tal loucura.

Hernandes Dias Lopes

Portal Padom

estude teologia sem mensaldiade
Gostou deste post? Então: Compartilhe no Facebook Siga-nos no:  Facebook - Twitter - G+

COMENTE AQUI!

Displaying 1 Comments
Have Your Say
  1. daniel disse:

    À cada dia fica mais raro ler e ouvir artigos de pastores como Hernandes Dias Lopes; dou graças a Deus por existir essa remanescência cristã. Que o Senhor Jesus o preserve e o mantenha sempre a seu serviço, divulgando um evangelho original, extraído do texto bíblico, amém!

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estes html tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>