qua, abr 14th, 2010

Paulo seria um fracasso para a Teologia da Prosperidade, diz Rev. Hernandes

Durante o Congresso do Navio, de 9 a 13 de abril, Hernandes Dias Lopes falou sobre o testemunho de vida cristã do apóstolo Paulo“Todo o sábado minha mãe o assiste e ela está quase deixando a Metodista para ser presbiteriana”, de forma bem-humorada Silmar Coelho apresentou o reverendo Hernandes Dias Lopes, que ministrou na manhã da última segunda-feira, dia 12 de abril, no CIT 2010.

O pastor subiu ao palco do Convente Garden Theatre, no MSC Orchestra, e leu o capítulo 4 de 2 Tim, versículos 6 a 18, onde Paulo avalia sua trajetória e escreve a Timóteo na prisão de Roma, devido à perseguição de Nero contra os cristãos.”Quero conversar com vocês hoje sobre o maior evangelista, teólogo, plantador de igrejas. Maior escritor do Novo Testamento e que mais influenciou a cultura ocidental”, disse Hernandes, que em sua ministração retratou a vida do apóstolo, relacionando passagens bíblicas, conhecimento histórico e teológico.

Referindo-se às origens do apóstolo, frisou que além de cidadão romano, Saulo, que depois assumiria o nome Paulo de Tarso, foi enviado a Jerusalém para tornar-se um rabino. “Ele era circuncidado, um judeu ‘puro sangue’ [...] Um homem de cultura enciclopédica [...] Quando vai para Atenas dialoga com os filósofos”.

Saulo - o maior perseguidor do cristianismo

Hernandes lembrou o público de expressões bíblicas que definiam Saulo como um homem sanguinário: “fera selvagem; blasfemo; homem insolente”.O reverendo afirmou que Saulo não apenas assolava a Igreja, obrigando crentes a blasfemarem contra Jesus, mas exterminava os que criam em Cristo. “Pensamos que Saulo mandou matar somente a Estevão, mas ele era um monstro”, disse o líder.

Citando a passagem de Atos 22:4 – “E persegui este caminho até à morte, prendendo, e pondo em prisões, tanto homens como mulheres”, Hernandes ressaltou que Saulo não perseguia apenas os crentes, mas o próprio cristianismo, associando a afirmação à palavra “caminho”, presente no versículo.

“Touro indomável”

Hernandes Dias Lopes frisou a palavra “aguilhões”, de Atos 26:14 – “E, caindo nós todos por terra, ouvi uma voz que me falava, e em língua hebraica dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Dura coisa te é recalcitrar contra os aguilhões”. Saulo, que era conhecido também como “touro indomável”, estava lutando contra os aguilhões –  intrumentos pontiagudos utilizados contra o touro, mas foi “domado”, disse o pastor.

Após sua conversão, Saulo começa a anunciar o Evangelho, chegando às sinagogas, onde anteriormente perseguia os judeus. “E logo nas sinagogas pregava a Cristo, que este é o Filho de Deus” – Atos 9:20. No entanto, a mudança de Saulo de perseguidor de cristãos a maior líder do cristianismo foi gradativa e exigiu preparação, segundo Hernandes. Saulo foi para a Arábia e teve a mensagem revelada por três anos por Jesus. “Ele precisou aprender a lição da antiga aliança para a nova aliança. Não só afirma, mas agora ele demonstra que Jesus é o Cristo”, disse o reverendo, apontando que mesmo após esse período, não foi reconhecido imediatamente pelos discípulos de Cristo como um apóstolo.

Paulo então foi acolhido primeiramente por Barnabé, com quem vai para Samaria. “Deus está trabalhando nele”, afirmou o pastor.

Hernandes destacou que Paulo visitava cidades estratégicas, como Éfeso, local do templo de Diana, uma das sete maravilhas do Mundo Antigo. Lá, o apóstolo escreveu as duas cartas aos Coríntios. Mesmo na prisão de Roma, Paulo viu a possibilidade de anunciar Cristo, evangelizando a guarda pretoriana e percebendo as pessoas se interessavam pelo motivo de seu confinamento.”Nero [imperador] abriu uma agência missionária dentro do Palácio. Lá ele [Paulo] escreveu Efésios, Filipenses, Colossensses e Filemon. Deus não disperdiça sofrimento na vida dos seus filhos. O projeto de Deus é muito maior na vida de seus filhos”, falou Hernandes.

Na Masmorra

“Paulo seria um grande fracasso à luz da Teologia da Prosperidade”, afirmou o pastor Hernandes Dias Lopes, referindo-se à passagem de 2 Tim 4:6-18, na qual Paulo está na masmorra do palácio de Roma e vive o abandono dos amigos, a solidão, o que Hernandes definiu como privação emocional, presente no versículo 10 – “Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia”.

Abordando o versículo 13 – “Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos”, Hernandes falou em outras privações de Paulo na masmorra: a física – deseja sua capa; e a mental – pede pergaminhos e livros para leitura.

“Não tem aposentadoria, casa própria, roupa, amigos. Talvez você tenha tanta coisa e esteja murmurando”, disse o reverendo.

Citando Gálatas 6: 17 – “Desde agora ninguém me inquiete; porque trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus”, Hernandes afirmou que as marcas de Paulo eram cicatrizes dos açoites que sofreu: “Era um homem todo cicatrizado. Velho, cheio de cicatrizes, mas cheio de paz no coração”.

“Combati o bom combate”

A reflexão final de Paulo foi destaque na ministração de Hernandes Dias Lopes. “Tem muita gente que larga a carreira. Paulo não prostitui o seu ministério. Esse homem guarda a fé. A vida cristã é um combate, uma luta, não podemos vender a nossa consciência”, declarou o reverendo.

Hernandes descreveu os signifados em grego da palavra partida, presente no versículo 6 de 2 Timóteo 4 – “Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Segundo o líder, partida pode simbolizar “tirar o fardo” – “Morrer para o crente é descansar das suas fadigas”, expressou; desamarrar um bote e permitir que ele siga viagem; e levantar acampamento, o que o líder definiu como “mudar para a casa do Pai”.

“Esse é homem que diz sede meus imitadores. Se você deseja viver esse Evangelho, venha aqui à frente”, convidou o pastor, e orou: “Peça a Deus que restaure seu ministério, encha seu coração de entusiasmo pela obra”. Muitos choravam, enquanto Hernandes declarava: “Não recue”.

“Ele [Paulo] passou uma mensagem de fé, apesar de tudo o que ele estava passando, de nunca desistir do Senhor Jesus. Aqueles que são perseguidos são aqueles que agradam ao Senhor Jesus”, disse Ana Lídia dos Santos, membro da Assembleia de Deus Madureira, em Jacareí (SP), em entrevista ao GUIAME.com.br

José Silvio dos Santos, esposo de Ana Lídia, expôs que de acordo com a ideia que fazia da narrativa bíblica, Paulo teria transformad-se em um novo homem, após ouvir a voz de Deus e estar cego por três dias. “A recapitulação dos momentos de Paulo, do que ele estava sentindo na época, em cada situação que ele estava vivendo, faz com que a gente reflita bem mais [...] Eu me senti como se nunca tivesse estudado, parece que foi a primeira vez que ouvi, tudo novo. Achei bastante interessante a maneira como o pastor Hernandes explica, o conhecimento que ele tem, parece que a gente está assistindo a um filme da história dele, contando detalhes por detalhes”, disse o membro da Assembleia de Deus Madureira, em Jacareí (SP).

Boas ou “Más Novas”

Descrito como o apóstolo da “má nova”, em “O Anticristo”, livro do filósfo alemão Nieschtze, Paulo é para Hernandes Dias Lopes o teólogo do Novo Testamento que apresentou de modo mais objetivo o Evangelho. “Maneira mais clara, mais profunda, mais abrangente, mais gloriosa. Ele é o teólogo da graça. Não obstante os outros também, Pedro, João, aqueles que escreveram o Novo Testamento, inspirados pelo Espírito Santo, com a mesma beleza e profundidade, esses homens foram apenas instrumentos. Quando as pessoas dizem que Paulo foi o escritor das “más novas”, primeiro não entendem o que é o Evangelho, segundo não entendem quem foi Paulo e o ministério de Paulo. O que Paulo escreveu não foi dele, ele foi apenas um instrumento, escreveu a revelação do Senhor Jesus, então, ele não é o dono da mensagem, ele é um instrumento da mensagem, que é de Deus”, afirmou o reverendo, em entrevista ao GUIAME.com.br

CIT 2010

O CIT 2010 acontece de 9 a 13 de abril, a bordo do navio MSC Orchestra, partindo do porto de Santos (SP), passando pela capital carioca e fazendo mais duas paradas no estado do Rio de Janeiro: Búzios e Ilha Grande.
O evento, organizado pela agência de viagens Lexus Turismo, reúne músicos e palestrantes reconhecidos internacionalmente para louvor e discussão de temas bíblicos.

Por Adriana Amorim

Fonte: GUIAME / Padom

Gostou deste post? Então: Compartilhe no Facebook Siga-nos no:  Facebook - Twitter - G+

COMENTE AQUI!

Displaying 5 Comments
Have Your Say
  1. CaroDanieCarol disse:

    Há diferença entre os Apóstolos da Bíblia e os apóstolos de hoje. Os primeiros foram diretamente escolhidos por Jesus Cristo. Os de agora, se auto proclamam. A mensagem atual do neopentecostalismo é para uma vida essencialmente terrena, materialista (é claro que Deus não condena a riqueza e sim a avareza,é necessário meditar em Mt.6:33). Há uma confusão de ideias; usam elementos de sincretismo (sal grosso, copo com água,objetos materiais “ungidos”, e disfarçadamente, fazem barganha(pagam pra receber bênçãos); a pessoa só é abençoada se ganhar dinheiro, tiver saúde e for forte mental e fisicamente(sugerindo um auto esforço para isso.O sacrifício de Cristo é sectarizado desconhecem o poder da Graça de Deus.)Oro ao Senhor da Igreja, Jesus Cristo, para que esses líderes sejam tocados pelo Espírito Santo para declinarem de suas ideias materialistas e passem a pregar o Evangelho pregado por Pedro,João, Mateus, Lucas, Marcos, Paulo e muitos outros santos citados no livro de Atos. Que Deus continue abençoando o Pr. Hernandes Dias Lopes e outros pregadores fiés à Palavra de Deus.Amém!

  2. Name (Jandira disse:

    paulo foi um homem extremamente abençoado e era sim um homem próspero , o problema que hoje essa teologia da prosperidade que tem sido pregada até Jesus teria sido um fracasso pois veio nasceu numa manjedoura naõ tinha onde reclinar a cabeça pediu um jumento emprestado um cenáculo pra ministrar a última ceia até seu sepulcro foi emprestado ….fala sério téologos da prosperidade….tá na hora de vcs reverem seus conceitos……ok!

  3. Josenildo Alves Santos. disse:

    O apóstolo Paulo(único que recebeu o
    Evangelho direto do Senhor Jesus), não
    seria e nem é um fracasso para a teologia
    da prosperida, mas sim para a ganancia e
    para os que pregam um reino puramente terreno,enquanto que o próprio Senhor,or-
    denou a buscar em primeiro lugar, o que é
    espiritual(Mat.6.33).Se a sua teologia era dele mesmo não importa.Mesmo assim,
    ele merece créditos,até porque, se o que
    Paulo ensinava estivesse errado,o próprio
    Senhor o repreenderia.Depois de Jesús,Pau
    lo e Lutero são os únicos que merecem cré
    ditos nas suas teologias.

  4. Pr Dinelcir de Souza Lima disse:

    O Rev. Hernandes tem toda a razão. Mas é bom observar que para os Teólogos da Prosperidade, o apóstolo Paulo já é considerado um fracasso. Tem sido comum, ao argumentarmos sobre algum aspecto teolótico citando o apóstolo, ouvirmos: “Mas isso é teologia paulina…”

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estes html tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>